5 tendências de design gráfico para 2019 - Ale Borges - Web | Designer Gráfico
16286
post-template-default,single,single-post,postid-16286,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

5 tendências de design gráfico para 2019

5 tendências de design gráfico para 2019

Há tendências gráficas que mudam lentamente ao longo do tempo (basta olhar para a longa evolução do flat design para onde estamos agora) e outras que parecem mudar da noite para o dia. Devemos seguir sempre as últimas tendências de design gráfico? Claro que não. Mas é útil captar novas ideias, encontrar inspiração e ver quais técnicas e estilos estão por aí.

 

1. Cores brilhantes

O uso de cores brilhantes em fundos, fotos e elementos de interface, foi uma das maiores tendências no design gráfico em 2018, com certeza.

Muitas dessas cores inspiram-se nas paletas Material Design (desenvolvida pelo Google), que são brilhantes e arrojadas com cores como azul, roxo e rosa. Essa tendência foi vista no desenvolvimento de embalagens e em diversos sites.

Paletas inspiradas no arco-íris, que quebram a regra de usar apenas duas ou três cores para o design, também tem sido muito usadas e, ao que tudo indica, continuarão firme em 2019.

 

2. Layouts de Single-Page e de Long-Scroll

O acesso à internet via smartphones e os hábitos de uso em redes sociais deixam claro que as longas páginas e timelines infinitas ficarão por aí por algum tempo ainda.

Aqui o importante é aplicar o conteúdo da melhor forma: uma coisa é desenvolver o layout para uma tela ampla e em formato wide via desktop, outra coisa é adaptá-lo para smartphones onde tudo é mais apertado.

 

3. Degradês

Os degradês estão em toda parte – como planos de fundo, como sobreposições de fotos e vídeos, imagens internas etc. As mesmas cores brilhantes que são populares por si só também servem como tendência aqui.

Mas nem todos são ousados ​​e brilhantes. Alguns são mais sutis com uma variação de cor suave. Eles podem ser usados ​​em ilustrações e tipografias.

 

4. Navegação Mínima

Considerando que os mega menus eram a moda há alguns anos, houve uma mudança para elementos de navegação mais minimalistas e até ocultos. Isso é uma decorrência do uso do celular, onde é preciso um maior aproveitamento da tela para agilizar as experiências do usuário.

No exemplo abaixo o La Mordue nem sequer mostra a navegação na tela inicial. Ela aparece quando os usuários rolam a navegação para cima.

 

5. Imagens autênticas

Em tempos de selfie, as imagens mais autênticas estão dominando projetos de design. Até mesmo a fotografia comercial está revendo seus conceitos. Essa tendência acaba funcionando porque tudo parece mais “real” e cotidiano. Mas não confunda com imagens amadoras. Apesar do estilo mais despojado, as imagens tem sempre um toque profissional na produção, principalmente em relação à resolução.

 

Fonte (adaptado):
designshack.net